Recanto da Poesia: SE A VIDA FOSSE UM SONHO

 Se a vida fosse um sonho

Se a vida fosse um sonho
Meu desejo seria jamais acordar
Fazer das dores Pequenos detalhes;
Detalhes que não destroem esse lindo sonho…
Onde viajo em pensamentos 
E busco grandes razões. 
Os desencontros seriam as pontes
Que me conduziriam para realização de meus desejos.
Esse sonho seria repleto de sorrisos 
E as lágrimas seriam desconhecidas. 
As estrelas iluminariam minha existência 
E com seu brilho me banharia 
De esperança e amor. 
Se a vida fosse um sonho 
Os pesadelos não mais existiriam 
E a esperança sobreviveria ao tempo… 
Mas a vida não é formada por sonhos… 
Sonhar é esquecer os pesadelos reais. 
Sonhar é acreditar em um mundo perfeito; 
Se a vida fosse um Sonho.
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

A VIDA É MUITO CURTA PARA SER PEQUENA

 
O Brasil passa por uma situação delicada ao se falar em corrupção. Notam-se, ao observar os fatos ocorridos nestes últimos anos, cada vez mais escândalos envolvendo vereadores, prefeitos, deputados, senadores e até ministros, assassinatos e demais crimes de violência, que atingem números alarmantes. Roubos, fraudes, falcatruas, principalmente na classe política, levam a população a desacreditar no país. O principal combustível deste processo é a impunidade, a qual, aliada com aqueles que fazer a lei, beneficia os ricos em detrimento dos pobres.  E o mundo se digladia num espetáculo de abominável trucidamento, guerra, atentados terroristas, tudo isso que nos causa revolta imensa, lembro-me de quanto a vida é curta e de uma frase que ouvi na entrevista de um filósofo e teólogo que já a escutara de outra pessoa: “A vida é muita curta para ser pequena”. E como essa frase mexeu comigo imaginando a qualidade de vida que devíamos escolher não só para nós, mas para todos que caminham conosco seja aqui no Brasil ou no extremo do planeta.
Ele também relembrava que enquanto todos não estivessem bem não podíamos estar bem, e que o ser humano só pode ser feliz no conjunto da felicidade vivido por todos. Que quando apenas um ser humano padece não pode haver plenitude. Uma verdade inquestionável e que me faz pensar longamente no egoísmo que domina o mundo. Enquanto estou aqui curtimos a lembrança de meus familiares e amigos, não sei o futuro por mais próximo que seja. Nesse momento prefiro viajar rumo ao infinito, onde reina a paz e o supremo amor.
Como a vida é imprevisível talvez amanhã ou depois eu esteja em outro lugar, longe completamente do convívio mais estreito, ou nos bastidores, apenas trabalhando, escrevendo e esperando que vocês consigam realizar seus sonhos, mas sem esquecê-los jamais.
Por isso espero que reflitamos em palavras tão grandiosas no sentido mais lato de sua expressão e convidemos para a nossa vida interior todos os povos que compõem a humanidade. A corrente deve começar por aqueles que estão bem próximos a nós e se estender  inacabável por toda o planeta.
A luta pelo poder tão subjetiva em certos aspectos está enlouquecendo o mundo e criando não só distâncias, porém incentivando a miséria e o sofrimento, fazendo com que olvidemos que felicidade se resume no bem universal e jamais individual.
É isso que penso nesse dia, podendo me dirigir a você ainda com a esperança de que tudo se modifique e que a tecnologia assim como serviu para abrir caminhos inescrutáveis, nos dê oportunidades de semear estradas interceptadas pela devastação humana e vazias pela indiferença. Nada é impossível a partir desse século.
A verdade maior hoje é a frase que pode nos ensinar a viver com coerência e humanidade: “A vida é muita curta para ser pequena”.
Espaço para anuncio ou banner
Sobre Poeta e Escritor Orlando Alves Gomes 6 Articles
Poeta e Escritor - Orlando Alves Gomes, Nasceu em Cachoeira do Mato, distrito de Alcobaça – BA, em 10 de março de 1961, graduado em administração de empresas, pós-graduado em psicologia pela fundação Getúlio Vargas, poeta e escritor, publicou o livro de poesias “Paixão, amor e natureza” no ano de 2000. Este livro é o resultado da sensibilidade do seu autor que diante da trilogia – Amor, Paixão e Natureza – busca seu equilíbrio interior, deixando escapar os fluidos de sua alma. São momentos de reflexão, encharcados de sentimentos, idéias e sonhos, partilhados com aqueles que jamais perdem a esperança. É o encanto do nascer ou pôr do sol, o vôo do beija-flor ou o canto do bem-te-vi. É a possibilidade de olhar para si e para os outros e perceber a beleza do amor, o encanto da paixão e a força da natureza. Enquanto a maioria das pessoas passa o tempo reclamando, fechadas, buscando esconderijos para não enfrentar a vida, outras buscam a felicidade traçando seus próprios destinos, caminhando em busca de dias melhores e momentos felizes. O presente é o melhor presente que podemos dar a nós e às pessoas que fazem parte desta nossa passagem por aqui. Se as coisas do coração são de outros tempos, é preciso recuperá-las. O presente é mais precioso quando se encontra a própria alma e o coração de alguém. Que o nosso coração, seja abrigo de sentimentos bons. Gostaria que todos os leitores pudessem visualizar – se nas entrelinhas como coadjuvantes da festa da vida.

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.


*


UA-22357016-2