Sobre Poeta e Escritor Orlando Alves Gomes
Poeta e Escritor - Orlando Alves Gomes, Nasceu em Cachoeira do Mato, distrito de Alcobaça – BA, em 10 de março de 1961, graduado em administração de empresas, pós-graduado em psicologia pela fundação Getúlio Vargas, poeta e escritor, publicou o livro de poesias “Paixão, amor e natureza” no ano de 2000. Este livro é o resultado da sensibilidade do seu autor que diante da trilogia – Amor, Paixão e Natureza – busca seu equilíbrio interior, deixando escapar os fluidos de sua alma. São momentos de reflexão, encharcados de sentimentos, idéias e sonhos, partilhados com aqueles que jamais perdem a esperança. É o encanto do nascer ou pôr do sol, o vôo do beija-flor ou o canto do bem-te-vi. É a possibilidade de olhar para si e para os outros e perceber a beleza do amor, o encanto da paixão e a força da natureza. Enquanto a maioria das pessoas passa o tempo reclamando, fechadas, buscando esconderijos para não enfrentar a vida, outras buscam a felicidade traçando seus próprios destinos, caminhando em busca de dias melhores e momentos felizes. O presente é o melhor presente que podemos dar a nós e às pessoas que fazem parte desta nossa passagem por aqui. Se as coisas do coração são de outros tempos, é preciso recuperá-las. O presente é mais precioso quando se encontra a própria alma e o coração de alguém. Que o nosso coração, seja abrigo de sentimentos bons. Gostaria que todos os leitores pudessem visualizar – se nas entrelinhas como coadjuvantes da festa da vida.

Recanto da Poesia: NATUREZA É ASSIM…

13 de setembro de 2017 0

NATUREZA É ASSIM… Quantas graças tem a Natureza Feita de belos e riquíssimos tesouros, E com rubis e rosas, neves e ouros, formou sublimes e incontestáveis belezas. O criador com amor e sabedoria Plantou florestas e […]

Recanto da Poesia: MEU PAI, MEU MELHOR AMIGO

4 de agosto de 2017 0

MEU PAI, MEU MELHOR AMIGO,  O tempo passa e a saudade continua A lembrança invade a minha mente Quanta tristeza na tua despedida Partiu assim tão de repente. Sinto a tua presença todo instante É […]

Recanto da Poesia: AMIGO

1 de agosto de 2017 1

AMIGO DEDICADO, TERNO A CADA INSTANTE. MAIS PARECE VERDADEIRO IRMÃO, DOANDO CARINHO MUI SUAVEMENTE, COM GESTOS CHEIOS DE ATENÇÃO. NAS HORAS AMARGAS ALI PERMANECE, CONFORTANDO NA INCOMENSURÁVEL DOR, SEM ALARDES OU BARULHO NÃO CARECE, DEMONSTRAR […]

Recanto da Poesia: LINDA MULHER

18 de julho de 2017 0

LINDA MULHER Olhe aqui linda mulher… Veja bem o que te confesso, Nestas palavras despretensiosas, Que lhe escrevo em versos e prosas. Sou muito grato por tua beleza, Me alegra teu olhar de ternura, Muito […]

Recanto da Poesia: O Amor

18 de julho de 2017 0

O AMOR O amor entre homem e mulher É vida que Deus tirou de seu coração. É sensação que nos purifica, Ainda que o mundo esteja deteriorado. É emoção que nos faz sorrir, Mesmo sendo […]

Recanto da Poesia: VEJO A POESIA

14 de julho de 2017 0

VEJO A POESIA Vejo a poesia, Na ternura de mãos entrelaçadas, No olhar a me falar de sentimento, Amores Realizados Vejo a poesia No olhar apaixonado e faiscante, Segredo longamente revelado, Ansiedade desse instante. Vejo […]

Recanto da Poesia:  VIAJANTE SOLITÁRIO

13 de julho de 2017 0

 VIAJANTE SOLITÁRIO Meus pensamentos vagueiam E meu coração pergunta, O que nesse mundo valeu à pena? Quantas coisas por mim passaram, Muitas sonhadas e não conquistadas. Tantos amigos que se foram, E muitos que se […]

Recanto da Poesia: FIM DE ESTRADA

13 de julho de 2017 2

FIM DE ESTRADA Eu olhava o céu e o mar… Vi as gaivotas que mergulhavam no oceano, Ouvi as ondas quebrando na praia, Só não ouvi você chegar. Você veio caminhando devagar na areia morna, […]

Recanto da Poesia: NAUFRÁGIO

9 de julho de 2017 0

 NAUFRÁGIO  Recostado em um veleiro  Ouvia a cantoria do mar  Sentia-me um seresteiro  Cantando para a lua espiar.  No silêncio do meu canto  No balanço do mar  Nas tempestades da vida  Vi o barco naufragar.  Foi se embora o amor  Parecida com uma flor  Antes de se afundar  Nas profundezas do mar.  Deixou marcas na memória  de um caboclo sonhador  Que nos caminhos da vida  Vai semeando amor. Naveguei neste mar de emoções de sonhos e magias, sobre estas águas densas e o vento sopra suavemente em minha direção, rumo a terra firme,  vou contemplando a beleza deste mar diante da escuridão do meu silêncio e sigo sem saber onde irei parar, até onde o vento me levar neste infinito horizonte. Te vejo bailando  , bailando nas águas transparentes,  viajo em pensamentos navegando em um navio sem capitão em águas profundas mergulho, como um submarino vou mais fundo só para ver se te encontro, pois em um porto qualquer você ficou,  não lembra da promessa que me fez que por mais longe que fosse por mais que o mar a levasse para os rochedo, mesmo que ficasse em uma ilha deserta, que mesmo assim voltaria para mim. Hoje navego em minha solidão em busca do tesouro maior que um dia me pertenceu seu coração e que não habita mais este planeta, mas o teu amor sempre será lembrado, ele habita o meu mundo e a minha alma até o fim da minha vida.

Recanto da Poesia: VOU SEGUINDO

6 de julho de 2017 0

VOU SEGUINDO Meu coração é sonhador E mesmo ferido de dor… Ainda insiste em re(começar)! Vou remendando Colando e recriando meu mundo Sintonizando no que de bom me restou . Por aqui … Não guardo […]

1 2 3