Escola Cultural integra escola e comunidade em Itabuna

Um dia de integração entre a escola e a comunidade através da arte. Assim foi a Gincana Cultural, promovida no sábado (21), pelo Colégio Modelo Luis Eduardo Magalhães, em Itabuna, no sul da Bahia. A gincana marca o encerramento da primeira etapa da oficina de dança do projeto Escolas Culturais, que faz parte do programa Educar para Transformar, do Governo da Bahia. O Colégio Modelo de Itabuna foi a primeira unidade da rede estadual a ter o projeto implantado.

A gincana reuniu grupos formados pelos alunos e por moradores. No encerramento da oficina de dança, os estudantes fizeram apresentações que abordaram temas que fazem parte do dia a dia da comunidade, como violência contra a mulher e o preconceito de etnia, gênero e ditadura da beleza. Por meio da expressão corporal, eles mostraram a necessidade de valorização da mulher e do combate a todo tipo de preconceito.

A coordenadora de dança do projeto e responsável por dirigir a oficina de dança, Francine Costa, destacou que “os estudantes estão utilizando a dança como instrumento de transformação e discussão de temas que fazem parte da realidade das comunidades onde vivem. O trabalho tem sido muito gratificante”. Para o estudante Jhimmy David Campos, que dança hip hop no grupo de teatro o colégio e se apresenta em diversas escolas da região, “essa é uma oportunidade de ampliar os nossos horizontes, ter uma atividade que valoriza e leva a arte para a comunidade”.

Mell Barreto, que atua como voluntário no projeto, ressaltou que “esse trabalho é muito importante para o desenvolvimento dos jovens e a inserção social através da cultura”. De acordo com a diretora da unidade de ensino, Ednailza Miranda, o projeto Escolas Culturais levou uma nova dimensão ao Colégio Modelo. “Os alunos estão empolgados, a comunidade está participando e a cada atividade teremos um envolvimento maior, contribuindo para uma formação multidisciplinar, focada na valorização da cidadania”, disse.  A próxima atividade na Escola Cultural no Colégio Modelo em Itabuna é a oficina de literatura.

Escolas Culturais

O projeto Escolas Culturais integra o programa Educar para Transformar e tem como objetivo promover o protagonismo estudantil, além de reconhecer e requalificar a escola como um espaço de circulação e produção da diversidade cultural do Território de Identidade onde está inserida. O projeto é executado em parceria entre a Secretaria da Educação do Estado com as secretarias de Cultura (Secult) e de Justiça Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS).

As atividades envolvem as áreas de dança, música, audiovisual e literatura. Além de Itabuna, que é a cidade pioneira, outras 85 unidades escolares da rede estadual, em 85 municípios, serão atendidas com ações de requalificação e aquisição de novos equipamentos para projeção de audiovisual, apresentações artísticas e internet banda larga para o desenvolvimento de programas de rádio e ações de estímulo ao empreendedorismo.

 

 

 

 

 

 

 

 

Espaço para anuncio ou banner

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.


*